Gestão por competências – Conexão à excelência

As pessoas na sua singularidade constroem resultados dos mais simples aos mais complexos, revelando as competências técnicas e comportamentais, e quando estas atuam em sincronia num grupo e/ou time, conquistam melhores resultados, possibilitando o empoderamento das habilidades individuais e coletivas, consequentemente exibem melhores resultados para o individuo, para a coletividade e para o negócio.

Mas afinal o que é competência? De acordo com o dicionário Aurélio Buarque de Holanda, competência é uma palavra utilizada para designar uma pessoa qualificada para realizar algo, com capacidade, aptidão e idoneidade. Está ligada diretamente ao saber, ao saber fazer, ao querer fazer, bem como aos valores, crenças, a ética e as emoções.

 

A CHAVE DA COMPETÊNCIA:

\"chave.png\"

 

Em síntese para poder fazer, a pessoa tem que se tornar competente, desenvolver habilidades, para “saber fazer”, em conformidade com as responsabilidades e exigências da função.

As competências podem estar relacionadas às habilidades técnicas, que são adquiridas com a pratica, com treinamentos e experiência em realizar determinada atividade, bem como as competências comportamentais, que são adquiridas ao longo da vida, são aquelas que dizem respeito às atitudes, aos hábitos, aos valores e as emoções de uma pessoa, tanto dentro, quanto fora das organizações.

As competências podem ser medidas e avaliadas, de acordo com os padrões e ferramentas preestabelecidos, a partir do momento que estão relacionadas ao desempenho a determinada atividade e/ou função, e consequentemente aprimorada, através de treinamentos e desenvolvimento.

Assim como nas organizações, a Gestão por Competências no futebol é um sistema que auxilia na identificação e gestão dos perfis profissionais visando melhor desempenho do indivíduo e melhores resultados. Através deste sistema, é possível identificar as oportunidades de melhorias, os gaps, bem como os pontos fortes deste indivíduo, visando promover uma maior satisfação à pessoa e melhores resultados de maneira geral, agregando conhecimento ao sistema, proporcionando:

  • Autoconhecimento e o autodesenvolvimento;
  • Maior objetividade e mensuração dos resultados;
  • Otimização das competências específicas e adequadas às necessidades do perfil e contexto da organização/clube;
  • Aumento da probabilidade de acerto nas decisões de contratação, identificação de potenciais, gestão de carreira e ações de desenvolvimento e treinamento;
  • Subsidiar o planejamento de estratégias de gestão, mais customizadas e efetivas.

Portanto, quando falamos em Gestão das Competências e relacionamos ao futebol, verificamos que a excelência dos jogadores de futebol e consequentemente de um time, passam pela CHAVE DAS COMPETENCIAS, principalmente em saber fazer. E para isto deve haver muito treino, atitudes, valores e ética. Pois, para se tornar mais competente há que se desenvolver habilidades!

Por: Márcia Moreira – Psicóloga e Coaching de Carreira

Deixe seu comentário!

Artigos recentes